LeBron James protesta contra morte de homem negro por policiais

 LeBron James protesta contra morte de homem negro por policiais

(Foto: Hans Gutknecht/Digital First Media/Los Angeles Daily News via Getty Images)

Compartilhar

Agência Brasil

O jogador norte-americano de basquete LeBron James está entre vários atletas de destaque que foram às redes sociais para falar sobre a morte de um homem negro, que estava desarmado, e que foi visto em um vídeo deitado de bruços na rua enquanto um policial branco fica de joelhos sobre seu pescoço por vários minutos.

Quatro policiais de Mineápolis foram demitidos na última terça por causa do incidente de segunda-feira, no qual George Floyd, algemado, podia ser ouvido repetidamente gemendo e ofegante enquanto implora: “Por favor, não consigo respirar, por favor cara”.

LeBron, escolhido em quatro oportunidades como melhor jogador da NBA (liga profissional de basquete dos Estados Unidos), foi ao Instagram na noite da última terça para publicar um post no qual se referiu a Colin Kaepernick, ex-quarterback da NFL (liga de futebol americano dos Estados Unidos), que ficou ajoelhado durante a execução do hino nacional dos EUA para protestar contra a injustiça racial.

post incluiu uma foto do policial com o joelho no pescoço de Floyd, ao lado de uma foto de Kaepernick ajoelhado durante o hino nacional com a legenda “Isso… …é o porquê”.

Ver essa foto no Instagram

Do you understand NOW!!??!!?? Or is it still blurred to you?? 🤦🏾‍♂️ #StayWoke👁

Uma publicação compartilhada por LeBron James (@kingjames) em 26 de Mai, 2020 às 4:38 PDT

LeBron James, que joga no Los Angeles Lakers, também escreveu no post: “Vocês entendem AGORA !! ?? !! ?? Ou ainda está confuso para vocês?”.

Outros atletas manifestaram indignação com o incidente, que provavelmente adicionará combustível ao movimento Black Lives Matter (vidas negras importam, em tradução livre), desencadeado por uma série de assassinatos de homens negros desarmados cometidos pela polícia norte-americana.

*Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores